"Eu tinha champagne na geladeira pra nós, eu tinha um lugar em mente, bem lá no alto, eu pensava nossos passos no centro de são paulo, eu te via na luz da manhã na minha cama. mas o seu silêncio foi maior do que a distância e outros vieram, beberam comigo, andaram comigo, deitaram comigo e preencheram a lacuna que você nunca quis deixar. oh, honey, acabou o champagne que você nem sabia que existia."

C. Averbuck